Apostilas | Vencendo com Jesus | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  Vencendo com Jesus

Vencendo com Jesus

Texto: Marcos 14:34-42

 


Introdução: Alexandre, o grande rei na Macedônia, viveu três séculos e meio antes de Cristo. O que marcou a sua vida foi que ele conquistou o mundo aos 30 anos de idade, e depois chorou porque não havia mais mundo para conquistar... morreu venerado como um rei sobre um trono. Ao contrário, Jesus morreu como um rei escarnecido cujo trono final foi à infame cruz. Alexandre, o Grande, foi bem-sucedido como estrategista militar; ele foi altamente bem-sucedido como rei. Mas a sua vida foi uma tragédia também. A vida de Jesus, do ponto de vista humano, foi uma tragédia, porque ele morreu nas mãos de homens que escarneciam d'Ele. Quando pregado na cruz, as multidões que o contemplavam gritavam: “se és verdadeiramente o filho de Deus, desce daí”; “carpinteiro, faz o último milagre e nós creremos em ti”.

 


 Qual a diferença entre os dois? Qual a diferença fundamental entre Alexandre e Jesus? A diferença é que Alexandre foi bem-sucedido – JESUS FOI TRIUNFANTE. Há uma diferença fundamental entre alguém ser bem-sucedido e ser triunfante. Aliás, é possível um homem ser bem-sucedido e ser um fracassado. E é possível, por outro lado também, o homem ser malsucedido e ser triunfante.

 


Nós vivemos em uma sociedade que adora o sucesso. Nós cremos no sucesso, vivemos do sucesso, aplaudimos o sucesso, e até criamos úlceras em busca do sucesso... Somos hipertensos por causa da busca do sucesso – nós somos escravos do sucesso!

 


Sucesso é o sentimento generalizado de que apenas os mais bonitos, os mais ricos e os mais poderosos é que são bem-sucedidos. Sucesso é aquele conceito que diz que os mais bem relacionados é que são os mais bem aceitos. Que os que têm mais diplomas e mais cultura, são os que se safam melhor na vida. Essa é a ideologia do sucesso, mas não a do triunfo. Quem é triunfante? E como nós podemos triunfar?

 


Em Cristo temos a receita para o triunfo: Mas quem nessa vida triunfa?

 

 

I. Vence aquele que não deixa as circunstâncias mudarem o rumo do seu coração

 


Jesus não deixou que a alegria tempestiva da vitória, ou as conseqüências funestas das derrotas mudassem os rumos do seu coração, ou seja, Jesus não permitiu que as circunstâncias favoráveis e desfavoráveis mudassem os rumos do seu coração

 


Menos de uma semana atrás Jesus foi aclamado rei: as multidões o aplaudem com as mãos para cima..., as crianças têm palmas nas mãos..., os idosos estão tirando as suas mantas e estão colocando no chão para Jesus passar por cima, e todos estão gritando: “Hosana, Hosana ao que vem em nome do Senhor!!!”(Mc 11:9). Mas, em menos de uma semana, esta alegria tempestiva, esta alegria que faz com que o homem vibre no coração virou, reverteu-se totalmente, e lá estava o mestre chorando, esmagado de tristeza num jardim solitário. Os seus amigos mais íntimos estão dormindo, e o peso e a sombra da morte estão sobre Ele, a ponto d'Ele próprio bradar, dizendo: “a minha alma está profundamente triste até a morte”. Mas essa tristeza, bem como a alegria passada, não mudaram os rumos do coração de Jesus Cristo. Ele está triste, mas continua a dizer, sem vacilar: “não seja o que eu quero, e sim o que tu queres. ” Vejam que Jesus não permitia que as circunstâncias alterassem os propósitos de seu coração.

 

 

II. Vence aquele que nunca se deixa derrotar antes do tempo

 


“Orou, não estava bom ainda, orou outra vez”. Jesus está esmagado debaixo da pressão da hora, Ele está esmagado pela pressão do momento, mas Ele não fez o que muitos fazem quando parece que não está dando certo: jogar tudo pelos ares e sair correndo. O que foi que Jesus fez? Ele disse: “Eu vou voltar e vou orar. Eu vou orar de novo”. O homem que é triunfante é aquele que não se desespera antes da hora. É aquele que não se abate antes do momento. A alma de Jesus estava angustiada até a morte, e o que é que Jesus faz? Ele ora uma vez, Ele ora duas vezes, Ele ora três vezes, Ele espera em Deus.

 


Você já notou que a maioria dos nossos problemas não tem razão de ser?! Jesus não se deixava derrotar antes do tempo. O quadro era dramático, a hora era terrível. Mas Ele não estava derrotado. Ele estava em oração, esperando em Deus. Quer ser triunfante? Não se deixe abater antes da hora.

 

 

III. Vence aquele que nunca perde de vista que Deus é Deus

 


 Na sua tribulação, nunca perca de vista que Deus vive. Veja que mesmo diante da tragédia iminente, Jesus não perdeu de vista que Deus é Deus e que todas as coisas estão debaixo de Seu controle. O Seu destino não estava nas mãos de Pilatos, o rumo de Sua vida não estava nas mãos de César. “Tudo te é possível”. Nada havia mudado. Para Jesus tudo continuava debaixo do total e soberano controle de Deus.

 


Se Deus vive como afirmamos, ajamos como tal. Pregamos o Jesus que vive, falamos que Deus vive. Então podemos triunfar como Jesus triunfou! Creia nisto!






Voltar