Apostilas | A mentira | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  A mentira

A mentira

Tudo começou com uma mentira. Foi uma mentira que, no princípio, transformou a magnífica harmonia da criação original de Deus em discórdia. A maioria dos cristãos reconhece esse fato que se tornou uma parte indispensável do nosso kit evangelístico. Entretanto, enquanto estamos demonstrando a origem do mal, geralmente deixamos de discernir a mentira que permeia a atmosfera da nossa própria época, a qual, imperceptivelmente, acaba infiltrando-se em nossas vidas. Tal como um fungo que floresce em lugares escuros e sem oxigênio, a mentira prospera entre os que amam mais as trevas do que a luz.

 


Certa vez, Jesus disse: "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". Por que ele disse especificamente a verdade vos libertará? Porque é a mentira que nos mantém no cativeiro.

 


O que tenta dizer a mentira? Em essência, diz o seguinte: O homem consegue chegar lá sem Deus, ou você pode se justificar do seu erro, pois negando o fato deixará a dúvida no coração de quem ouve!

 

Foi assim que Adão tentou se justificar diante de Deus. Primeiro a mentira nasceu no seu coração quando achou que poderia ser igual a Deus, depois quando se escondeu de Deus para negar o ocorrido e por fim tentou jogar a culpa sobre a mulher. Genesis 3:1-17 

 


A mentira em outras palavras, tenta mostrar que todas as nossas aspirações humanas podem ser satisfeitas sem Deus. Felicidade, aventura, desafios, paz, amor, liberdade, propósito, tudo isso pode ser nosso e, ainda por cima, nem precisamos nos preocupar mais com Deus.

 


Quando a mentira é exposta dessa forma, ela perde o seu poder. Torna-se tão obviamente errada que é até compreensível pensar que ninguém, pelo menos entre os cristãos, seria capaz de ser enganado por tal descarada contradição à verdade. Contudo, é precisamente essa a natureza da mentira. É algo sem substância, sorrateira e quando é trazida à luz, evapora. 

 


A mentira é caracterizada por promessas que são quebradas, vez após vez, sem qualquer palavra de explicação ou desculpas.

 


A Mentira na Propaganda e na Mídia

 


A propaganda desempenha um papel muito significativo na propagação de promessas irrealizáveis. Pessoas vão em rádios e televisões defendendo suas mentiras como se tais fossem verdades. Não possuem o mínimo constrangimento por muitas vezes serem desmascarados publicamente, pois a mentira está cauterizada no coração. O meio evangélico é um dos primeiros a se aprofundarem nas mentiras, pois certos “pastores” em busca de conquistas financeiras são capazes de profanarem toda a bíblia em busca de seus objetivos. São homens que não querem saber da verdade, pois amam o premio da mentira.  É como cita o Apostolo Pedro em II Pedro 2:1-19 

 


Pior do que isso, usam-nos como modelos nos seus valores, opiniões e atitudes. Parecem tão verdadeiros, tão convincentes, tão bem-sucedidos. Mas suas opiniões se baseiam em uma outra visão de mundo e não merecem confiança.

 


Conclusão: 

 

Como poderemos achar uma saída no meio de toda essa confusão? A resposta é maravilhosamente simples.

 


"Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, conhecerá a respeito da doutrina..." (Jo 7.17),

 

Discernimento entre verdade e erro não é uma questão de intelecto. É uma questão de ter coração aberto para Deus. Embora a mentira seja formidável, não é todo-poderosa. Não pode ocupar mais domínio na nossa vida do que lhe permitimos.  Se a mentira se infiltrou na nossa sociedade, foi somente na proporção em que a permitimos. Romanos 1.18-25 cita: "Pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira", literalmente, na mentira. Tem havido uma disposição de abandonar a verdade que tínhamos em troca de uma mentira.

 


Pense nisso da seguinte forma: estou dentro de um longo túnel escuro. Enquanto vou apalpando no escuro, vejo uma minúscula pontinha de luz. Se eu andar em direção àquela luz, automaticamente me qualificarei para receber mais luz, e assim sucessivamente até sair na plena luz do dia. Mas se eu firmemente me recusar a ir naquela direção porque prefiro não achar a luz naquela direção, continuarei nas trevas, batendo minha cabeça contra a parede.

 


Ao andar humildemente com Deus, com um coração de integridade, descobriremos que não haverá lugar para qualquer aspecto da mentira em nossas vidas. Veremos que simplesmente não cabe, não se encaixa. É irrelevante. Se nos acostumarmos a conversar com Deus, momento por momento, na nossa vida e a dividir com os outros a simplicidade do diálogo com Deus, ritual e liturgia tornar-se-ão irrelevantes.

 


Se eu estiver satisfeito com meu relacionamento com Deus hoje, a promessa de achar satisfação amanhã por meio de um carro novo será irrelevante.

 


Em Lamentações 3.24 lemos: "A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele".

 

Se o Senhor verdadeiramente é a minha porção, coisas tais como lascívia, romantismo, prestígio social, materialismo e falsa religião acharão pouca aceitação no meu coração. Se minha mente for renovada diariamente pelo Espírito Santo, acostumando-se mais e mais a pensar sobre a vida do ponto de vista dele, serei cada vez menos conformado com este mundo e com a mentira que permeia toda sua essência

 

 






Voltar