Apostilas | A corrida do cristão | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  A corrida do cristão

A corrida do cristão

Texto: Hebreus 12:1-3.

 

 

Após relatar a luta e a vitória dos heróis e heroínas da fé do Antigo Testamento, o Apóstolo Paulo direciona o olhar de seus leitores para o Campeão dos campeões, Jesus. Ele nos mostra como aqueles campeões, e principalmente Jesus Cristo, venceram e porque nós (seus leitores) devemos correr a corrida cristã e como esta corrida deve ser feita. Vamos juntos nesta corrida? Porque ela é de todo aquele que verdadeiramente corre a corrida da fé. Por que devemos participar da corrida cristã? Devemos participar da corrida cristã por três motivos básicos:

 

 

1) Em primeiro lugar, porque ela é determinada por Deus.

 

 

O texto bíblico diz: "Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso, e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos com perseverança a carreira que nos está proposta" (Hebreus 12.1). Note que a passagem bíblica diz justamente: "corramos ...a carreira que nos está proposta". Não há necessidade de se especular sobre quem estaria propondo esta corrida para os filhos de Deus.

 

Está claro que é o próprio Deus quem a propõe. Em última análise pode-se dizer, por isso mesmo, que esta corrida cristã e de fé é também a corrida da Graça. O próprio Deus é quem a estabelece para nós e é quem nos capacita a corrê-la com triunfo (I Coríntios 15:1-10 e II Coríntios 3:5-10).

 

A corrida cristã é a corrida de Deus para nós. Nela não estaremos sós e nunca seremos deixados à própria sorte, pois, de outro modo, estaríamos todos condenados à destruição. Quem está apto para correr por suas próprias forças a corrida da fé? Ninguém! A corrida que Deus nos propõe é a corrida na Graça que nos capacita para a vitória. Além disso, estando determinada por Deus, ninguém, sendo cristão autêntico, ficará fora dessa corrida. Deus a determinou para todos nós. Semelhantemente, uma vez que corremos a corrida na Graça de Deus, nada é tão forte que possa nos desviar do objetivo de completá-la.

 

 

2) A segunda razão porque devemos correr, é porque temos muitos que torcem por nós.

 

 

Paulo nos relata que "temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas". Além do próprio Deus como maior interessado em que sejamos vencedores nesta corrida (porque nós seremos salvos e Deus glorificado), temos a rodear-nos "tão grande nuvem de testemunhas” Esta grande nuvem de testemunhas são os milhares de anjos que estão ao nosso redor ministrando em nosso favor (2 Reis 6:15-16). Por isso, não devemos temer a nada quando estamos nesta corrida, pois se estamos fazendo a vontade de Deus, nada poderá nos deter ou nos destruir ainda que aparentemente estejamos sós ou sem nenhuma condição humana de vencer ou se livrar.

 

(Salmo 91:11-12) “Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito para que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.”

 

 

3) O terceiro motivo porque devemos correr a corrida que nos está proposta é porque ela é inspirada na vitória de Cristo.

 

 

"Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não fatigueis, desmaiando em vossas almas" (Hebreus 12:3).

 

Pouco antes o autor de Hebreus diz que Cristo "suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia" (Hebreus 12:2). Quantas e quantas vezes não somos tentados a desistir dessa corrida? Às vezes parece que a nossa linha de chegada nunca será alcançada. Se olharmos para trás corremos o risco de tropeçar e cair, se corremos de cabeça baixa arriscamos a não ver quão perto possa estar a nossa chegada. É certo que a corrida cristã é dura, mas a chegada é certa! (Hebreus 10:35-39)






Voltar