Apostilas | Vencendo a amargura | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  Vencendo a amargura

Vencendo a amargura

Introdução: Sentimento de mal estar, angústia, aflição, dissabor, ansiedade acompanhada de opressões, agonia, tristeza que corrói. Segundo a palavra de DEUS ele nos priva e afasta de sua Graça (Hb 12.15)

 


CAUSAS: Em geral é uma barreira provocada por feridas, ressentimentos e mágoas armazenadas sem perdão, envenenando a alma e corpo.

 


CONSEQUÊNCIAS: Enfermidade físicas como: problemas nervosos, insônia, dor de cabeça, esgotamento, artrite, pressão alta, palpitação, taquicardia, úlceras e doenças na pele.

 


CONTAMINAÇÃO PELA LÍNGUA: amargura é destilada, pois sua língua é afiada para criticar a tudo e a todos, tornando o que está a sua volta desagradável, provocada por mal estar e espírito de rebeldia:

 

Ora, a língua é fogo; é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno. (Tiago 3.6-12) 

 

 

ISOLAMENTO: todos passam a evitar relacionamentos com a pessoa amargurada, devido a suas murmurações e críticas, e isso causa mais dor ainda. A pessoa por sua vez, com receio de ser mais ferida, também se isola. 

 


CULPA: traz consigo uma acusação constante, a qual aponta ao erro e a falta de perdão. O sentimento de culpa responsabiliza a pessoa pelos sofrimentos que a aflige. A falta de perdão faz com que se sinta culpado pela ausência de comunhão com as pessoas, o que leva a sensação de pecado não perdoado por mais que se esforce em fazer coisas boas. 

 


RELACIONAMENTOS QUEBRADOS: quando alguém, por falta de perdão, dá lugar à amargura, seus relacionamentos sofrem constantes choques, podendo resultar em separações definitivas. Os relacionamentos quebrados podem ser:

 


COM OUTRAS PESSOAS: se alguém tem mágoa dos outros, os sintomas são: Ressentimentos, raiva, ódio, vingança, retribuição, podendo chegar ao assassinato (Cl 3.12-17).

 


CONSIGO MESMO: quando alguém tem mágoa de si mesmo, os sintomas são sentimentos de culpa, de inferioridade, auto-piedade, auto depreciação, complexos, indignidade, vergonha, ódio, podendo levar a atitude extrema de suicídio.

 


COM DEUS: se alguém tem mágoa dele, os sintomas são as dúvidas, o questionamento, a incredulidade e a rebelião. A pessoa passará a duvidar da Palavra e automaticamente se separará de Deus e dos homens.
(Rm 16:17-20)

 

 

VENÇA A AMARGURA

 


A ferida traz a mágoa, a mágoa traz amargura (estágio mais profundo e danoso da mágoa), a amargura provoca a quebra de relacionamentos entre os irmãos, que traz cegueira espiritual (trevas). Não andar em comunhão é andar em trevas, o que nos resulta em varias conseqüências (IJo 2.9-11). A cegueira espiritual, que nos impede de agir com sabedoria.

 

Se estamos em trevas, não vemos a luz da Palavra, o que nos impede de vermos a nos mesmos e também os outros como realmente são.

 


Insensibilidade para com os outros, falta de amor = imaturidade emocional. O crescimento emocional só é retomado quando a cura ocorre, e esta somente acontece quando assumimos um compromisso em obedecer a palavra de Deus e andar em sua luz, quando reconhecemos que a mágoa está ali por falta de perdão e pela conseqüente perda de comunhão.

 


Deixe que o Espírito Santo o dirija, trazendo a lembrança o que precisa ser lembrado. Tente compreender as pessoas que você perdoou. Elas são vítimas da carne. Espere resultados positivos de si mesmo. Agradeça a Deus pela lição que aprendeu e pela maturidade que ganhou (Rm 8.28-29). Aceite a sua parte de culpa nas ofensas que sofreu, confesse seu fracasso a Deus e reconheça se alguém tem algo contra você. Você deve ir a esta pessoa e resolver a questão pendente. 






Voltar