Apostilas | Princípios para tomada de decisões financeiras | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  Princípios para tomada de decisões financeiras

Princípios para tomada de decisões financeiras

Introdução: Desde o ano de 2015, temos passado por mudanças imprevisíveis no mundo financeiro, na política e na vida de modo geral! Às vezes parecia que tudo estava fugindo ao controle. Mas somos lembrados de que toda a criação está sob o controle de um Deus amoroso, que Se revelou “por meio do Filho, Jesus Cristo, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez o universo” (Hebreus 1:2). Todo cristão deve ter nas verdades bíblicas o fundamento e o contexto para a tomada de decisões na área financeira. Somos mordomos de Deus, convocados para administrar Seus recursos para Sua glória. Eis alguns lembretes bíblicos sobre o senhorio de Deus e a nossa administração como mordomos:

 

 

 No princípio Deus criou os céus e a Terra – (Gênesis 1:1)

 

 

 Davi louvou a Deus... dizendo: Teus, ó Senhor, são a grandeza, o poder, a glória, a majestade e o esplendor, pois tudo o que há nos céus e na terra é Teu – (I Crônicas 29:10-11).

 

 

Do Senhor é a Terra e tudo o que nela existe, o mundo e os que nele vivem – (Salmos 24:1)

 

 

 Mas, lembrem-se do Senhor, o seu Deus, pois é Ele que lhes dá a capacidade de produzir riqueza – (Deuteronômio 8.18)

 

 

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque Ele mesmo tem dito: De maneira alguma, te deixarei, nunca jamais te abandonarei. – (Hebreus 13:5)

 

 

Pois Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a glória para sempre! Amém! – (Romanos 11:36)

 

 

O nosso objetivo, é de ajudar aos filhos de Deus a se tornarem “bons e fiéis mordomos” daquilo que Deus lhes confiou. É nossa convicção que, para sermos melhores mordomos dos recursos de Deus, devemos começar seguindo as seguintes instruções bíblicas:

 

 

1. Comprometa-se a buscar e viver segundo os propósitos de Deus para sua vida. (I Tm 6:7-10 e 17-19). Todos têm tempo e recursos financeiros limitados. Tendo visão clara do propósito da vida ordenada por Deus é possível começar a usar o tempo e os recursos de maneira eficiente. A vida não possui um botão de rebobinar. Assim, usemos os dias, que voam ligeiros, para manter o foco sobre o que realmente é importante. Peça a Deus que o ajude a confiar Nele muito além do que possa parecer razoável do ponto de vista secular.

 

 

2. Aprenda e siga os princípios financeiros das Escrituras. Lembre-se sempre: você é um mordomo a serviço do Rei do universo! (II Co 9:6-9)

 

 

3. Honre a Deus com generosidade. “A alma generosa prosperará” (Provérbios 11:24-25) O Senhor o abençoou com o que você tem por uma razão: “enriquecendo-vos em tudo, para toda generosidade, a qual faz que por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus” (II Coríntios 9:11) Decida-se a amontoar tesouros no céu e não na Terra. Comece a doar, abrindo mão de alguns de seus desejos, para satisfazer as necessidades dos outros. Doar é assunto do coração. Peça a Deus expandir a capacidade do seu coração em direção a Ele, para que possa dar com alegria, e assim prosperar, para que possa aumentar suas doações.

 

 

4. Mantenha os olhos sobre alvos biblicamente inspirados. Quando a economia está tumultuada há uma tremenda pressão emocional no sentido de abandonarmos nossos planos. Permaneça firme, confiando que os princípios das Escrituras são verdadeiros. Lembre-se que historicamente a recuperação sempre segue a recessão. “Os que confiam no Senhor são como os montes em Sião, que não se abala, permanece firme para sempre” (Salmo 125 1:2)

 

 

Conclusão: Como você se sente em relação à atual crise econômica? Você está preocupado com suas finanças? Você está disposto a seguir as instruções bíblicas dadas neste estudo? Qual instrução é mais desafiadora pra você? Convidamos você a tomar atitudes de fé e mudar a sua história!






Voltar