Apostilas | Os seis sentidos | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  Os seis sentidos

Os seis sentidos

Somos, individualmente, seres completos no espírito. (Cl 2:10) Tudo que temos em nosso espírito nos traz total controle sobre nossa alma (sentimentos) como também sobre o nosso corpo. (Rm 8:13) Contudo, este domínio somente existe se o espírito estiver sendo bem alimentado com as verdades de Deus. Assim, os nossos sentidos ficam alinhados com a vontade de Deus e tudo nos vai bem. (SI 37:3-6) A alma sente vontades e ela é a sede da decisão para as coisas boas ou ruins... Existem portas de entrada para a alma e o corpo. Vejamos agora seis portas de entrada.

 

 

1. Visão - É uma porta de entrada para coisas boas ou ruins. Jesus disse que se os olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz (Mt. 6:22-23). Quando o seu corpo terá luz? Quando os seus olhos forem bons.

 

 

2. Audição - É impossível uma pessoa tomar posse de suas bênçãos se não souber ouvir a Deus (Is 1:19-20 / Dt 28:1). Neste caso, ouvir é o mesmo que obedecer. Os nossos pais sempre falaram assim: eu falei, mas você não me ouviu! Aquele que ouve, prospera. Quem obedece a Deus, come o melhor da terra. Não é apenas desejar, o segredo está em obedecer! Você só vai prosperar quando a sua audição, a sua obediência entrar em operação.  “...Senhores, na verdade, era preciso terem-me atendido e não partir de ereta, para evitar este dano e perda."(Atos 27-21)

 

 

3. Olfato - O olfato é fator determinante na vida de um cristão. Todo cristão deve ter olfato aguçado, ter faro. Paulo nos diz que o perfume de Cristo precisa ser sentido em nós (II Co 2:14), Jesus tem um perfume bom e suave e quem está em intimidade com ele, sente esse perfume. Um dia uma mulher derramou um bálsamo que encheu toda a casa com o um cheiro muito bom. Ela enxugou os pés de Jesus com seus cabelos. O Senhor perdoou todos os seus pecados e ela saiu dali exalando o bom perfume do Senhor. O seu olfato espiritual precisa estar aguçado para você sentir o cheiro do erro e afastar-se dele. Declaramos Deus aguçando essa sensibilidade em você para que seja sempre livrado do erro. Jesus não quer apenas nos transformar, Ele quer nos perfumar, para que por onde quer que formos, exalaremos o perfume d'Aquele que mora dentro de nós.

 

 

4. Paladar - Muitas pessoas têm o paladar aguçado para o erro, em outras palavras gostam das coisas erradas, buscam o que Deus reprova. O erro gera fruto e o que as pessoas fazem com o fruto? Comem! Elí era um sacerdote que tinha tudo para morrer com um nome marcado com grandes feitos. Mas, quando seus filhos ficaram adultos, ele não os repreendia pelo mal que faziam na casa do Senhor. Eles eram chamados de filhos de Belial. Como é que o pai pode ser um sacerdote de Deus e os filhos, filhos de Belial? Por causa do olfato e do paladar da casa...

 

 

5. Tato - Como conseguimos fazer as coisas? Pelas mãos. A mão simboliza o direito de posse. O Senhor confirmará as obras das suas mãos se você estiver atento à Sua voz. É pelas mãos que você vai exercitar aquilo que o olfato sentiu e o paladar degustou. Você tem a decisão de segurar ou soltar o que desagrada à Deus. O Senhor lhe dá uma ordem: solte tudo aquilo que você segurou que não é do Senhor e receba libertação. Quando você se agarra as coisas da carne, você não vive a Graça de Deus. Esteja agarrado a Deus e ninguém lhe tirará das mãos d'Ele.

 

 

6. Pés - Este é o sexto sentido. Não é o que você está acostumado a ouvir por aí; como: "os pés são o sentido que dão movimento para onde os outros sentidos estimularam." Se você for estimulado pelos outros sentidos ao erro e os seus pés não caminharem para consolidar o que o resto está querendo, você venceu a tentação. Os pés foram criados para uma finalidade: serem calçados com a preparação do evangelho da paz. Os seus pés devem caminhar numa consolidação que colabore com o Reino de Deus e não com o reino das trevas. Os nossos pés são os sentidos consolidadores do que os outros sentidos nos estimularam. O Senhor tem uma promessa para nossos pés: se eles anunciarem a palavra do Senhor, eles serão formosos (Rm 10:15). 






Voltar