Apostilas | Oração do Pai nosso | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  Oração do Pai nosso

Oração do Pai nosso

Introdução: Mateus 6:5-8 - Orar é falar com Deus, e a prática da oração é algo fundamental para a comunhão com Deus e o fortalecimento espiritual. O elemento chave no relacionamento com Deus, é orar servindo-o de todo coração. A palavra servir em hebraico traz um sentido de trabalho com o coração.

 

 

Mas que tipo de trabalho pode-se fazer com o coração em uma oração? A resposta a esta pergunta leva-nos à refletir as palavras de Jesus na oração do Pai Nosso. Uma profunda descrição de que a oração deve despertar o amor, que nos faz alcançar um estado de íntima união com o Pai e com sua vontade.

 

 

Embora, hoje, na Graça não mais usamos repetir a oração do Pai Nosso, contudo, esta oração nos traz seis conceitos importantíssimos para a nossa atualidade, ou seja, na Graça. As três primeiras, envolve o âmbito espiritual, já as três últimas, a parte material. Vamos compreender mais a fundo esses conceitos.

 

 

1. PAI NOSSO QUE ESTÁS NOS CÉUS, SANTIFICADO SEJA O TEU NOME

 

 

Santificar o nome de Deus era o principio mais valioso da ética judaica. Em todo antigo oriente, o nome de uma pessoa era mais do que um simples nome. O nome representava a essência do caráter e da personalidade de um homem. Conhecê-lo pelo nome equivalia a saber do seu caráter e da sua conduta. Hoje existe um nome que está acima de todo nome ao qual deve ser santificado "Jesus". (Fp 2:9-11).

 

 

2. VENHA A NÓS O TEU REINO

 

Mesmo sabendo que "Deus tem todo o poder no céu e na Terra, o seu reino não é forçado, precisamos querer e buscar que Deus reine em nosso ser e em nossas vidas. O reino de Deus está dentro de nós, somos o reino precioso do Senhor, comprados com o preço do seu sangue e da sua própria vida.

 

 

"Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está dentro de vós." (Lc 17:21)

 

 

3. SEJA FEITA A TUA VONTADE

 

 

A oração é dirigida a Deus para que Ele nos ajude a compreender a sua vontade, e para que Ele modifique o nosso entendimento, fazendo com que nós venhamos a obedecer-lhe. A oração é um meio pelo qual Deus transforma a nossa vontade, fazendo-a semelhante à Dele. (Pv 16:1-3)

 

 

4. O PÃO NOSSO DE CADA DIA

 

 

Lembra do maná que Deus enviava a cada dia para sustentar o seu povo no deserto? Todas as necessidades materiais são representadas pelo pão de cada dia. É um ensinamento da necessidade de confiarmos na providência de Deus, estando sempre na sua dependência. Se o Pai alimenta até os passarinhos, quanto mais nós que somos seus filhos queridos. Mas cuidado para que as coisas materiais não sejam mais importantes que as espirituais. (Mt 4:3-4) " ... Nem só de pão viverá o homem ... " O "pão" é necessário, mas o mais importante é o relacionamento com Deus.

 

 

5. PERDOAI NOSSAS DÍVIDAS, ASSIM COMO PERDOAMOS NOSSOS DEVEDORES.

 

 

O Senhor já nos deu o Seu perdão antes mesmo de perdoarmos " ... perdoando. todos os nossos delitos ... " (CI 2:13) Foi pela Graça, ou seja, pelo favor imerecido. Perdoar é a chave que abre a porta da Graça e da misericórdia. O apóstolo Paulo escreve em (Ef 4:32 e 5:1-2) "perdoando-vos uns aos outros." Somos membros de uma mesma família e devemos preservar a nossa comunhão. (Mt 18:23-35)

 

 

6. LIVRAI-NOS DO MAL

 

 

Aqui é um pedido para que Deus nos ajude a vencermos a nós mesmos. Jesus fala da necessidade da reflexão interior, de forma que venhamos a ter consciência das nossas fraquezas, pois Deus não tenta a ninguém. Somos tentados pelas nossas próprias cobiças. O mais difícil no curso da nossa existência é negarmos aos desejos carnais. E bom também lembrar que nunca somos tentados além das nossas forças. (I Co 10: 13) 






Voltar