Apostilas | O verdadeiro Natal | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  O verdadeiro Natal

O verdadeiro Natal

Texto: Lucas 2:8-20

 

Introdução: É tempo de natal, e o mundo ocidental, cristão, católico ou evangélico define o NATAL como a celebração do nascimento de Jesus Cristo, e isto ocorre todos os anos no dia 25 de dezembro. E por incrível que pareça esta data tem sido motivo de muitas discussões entre os cristãos. Perguntas do tipo: deve o cristão celebrar o natal? O dia 25 de dezembro deve ser observado? Estão espalhadas por toda web, sites evangélicos e católicos, fóruns, revistas evangélicas, periódicos cristãos etc. E pasmem! Isso sem contar os inúmeros cristãos que estão tentando até mesmo satanizar o Natal. E na verdade a maior discussão versa sobre a comemoração do natal no dia 25 de Dezembro. E por quê?

 

 

1) FESTA PAGÃ:  

 

Porque esta data por volta do século IV era consagrada pelo império romano em razão da grande festividade do natal do Sol Invicto (uma festa pagã), na qual os adoradores do Deus Sol (mitra) se reuniam. Esta religião chamada mitraísmo, era uma religião que disputava acirradamente com o cristianismo a busca de fiéis. Assim, em pleno século IV, já depois da conversão de Constantino (313), em que o Cristianismo deixou de ser perseguido e se impôs como religião majoritária no Império, os cristãos, sem o temor da intolerância ou da morte na arena, começaram a cristianizar as festas pagãs no Ocidente, entre as quais as de Dezembro. Devido a isto então os cristãos se organizaram e decretaram o dia 25/12 como sendo a data do nascimento de Jesus, com isto a igreja conseguiu ofuscar de vez as festividades ao Deus Sol e consagrou este dia como sendo o dia do nascimento do verdadeiro Sol da Justiça, e da luz do mundo, que para nós cristãos é o CRISTO. Com isso o primeiro natal foi celebrado em 325 d.C em Roma.

 


Entenda: O sol da justiça nasceu e o costume pagão fora esquecido ao longo dos anos e até hoje Cristo é honrado pelo seu nascimento. A Luz de Cristo estampou nos ares a sua glória, e a sua onipotência o conduziu acima dos rituais pagãos. Este acontecimento deu um novo rumo ao que era comemorado, uma festa pagã foi substituída por uma comemoração cristã, é como se nos dias de hoje, o Carnaval fosse trocado por uma celebração a Deus.

 


Deixa eu lhe fazer uma pergunta: No dia 12 de outubro você comemora o dia das crianças ou o dia da Aparecida? 

 


No dia 31 de outubro os evangélicos da lei comemoram o dia de Halloween ou o dia da Reforma Protestante?

 


Creio que seja do conhecimento de todos nós, que não se sabe ao certo a data em que Jesus teria nascido, pois segundo alguns historiadores Jesus teria nascido entre setembro e outubro. (festa dos tabernáculos).

 


O nascimento de Jesus é motivo de grande alegria para todos os povos, e para nós cristãos o Natal significa a materialização do grande amor de Deus.

 


A data para a celebração do Natal não importa. Exemplo: retire o dia 25/12 do calendário, e o NATAL continua sendo Natal. Precisamos entender que o propósito é o que importa e não a data. Quer ver outro exemplo: existem aniversários em que as pessoas comemoram fora da data.

 


2 NÃO SE ENVOLVER COM DOUTRINAS VÁRIAS E ESTRANHAS

 


Os crentes da lei, não tem o que pregar, pois não pregam o Evangelho da Graça em suas igrejas, então ficam inventando doutrinas carnais para prender o povo em seus dogmas. Ef 4:14-16 e Hb 13:7-9. “Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas...”

 

 

Conclusão: Que todos adorem e celebrem o nome do Sr. Jesus - O nascimento do Rei é a festa da vida e da salvação. Precisamos resgatar o verdadeiro sentido do Natal. Precisamos devolver o Natal ao seu verdadeiro dono. Precisamos como os magos do Oriente, ir a Jesus para adorá-lo, depositando a seus pés os nossos melhores tesouros, pois ele é digno de receber toda honra, toda glória e todo o louvor.






Voltar