Apostilas | O relacionamento do discípulo | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  O relacionamento do discípulo

O relacionamento do discípulo

Texto: "Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros." (João 13:35)

 

 

O tipo de relacionamento que uma pessoa tem com as demais é fator determinante para reconhecer um discípulo genuíno. O amor no relacionamento com as pessoas e o primeiro quesito que deve existir nas atitudes de um discípulo. (I Co 13:4-7)

 

 

Portanto, ser discípulo não e apenas discursar bem sobre a doutrina da Graça, e sim amar, se doar e se dedicar ao seu chamado.

 

 

A visão de um discípulo deve ser sempre de apaziguar, consolidar, andar em unidade e principalmente se submeter. Quem não se submete e porque tem rebelião no coração. Costumo dizer que escorpião não muda de natureza, por isso, na oportunidade que tiver, pica. Assim, também e a pessoa, quando não muda. A sua natureza causa danos em qualquer lugar. Porém, quando o discípulo muda de natureza, frutifica onde for.

 

 

1. O relacionamento do discípulo com Deus

 

 

"E rogarei ao Pai, e ele vos dará o Consolador, para que fique convosco para sempre." (Jo 14:16)

 

Precisamos voltar aos princípios bíblicos, pois eles são eternos. Jesus está trazendo a Sua Igreja ao discipulado novamente. Ao Vir a terra' e nos salvar, Ele morreu, ressuscitou e decidiu morar dentro de nós. Quer obra melhor do que essa? Não existe!

 

 

Jesus habita dentro de nós. Isto e algo que nos fortalece diariamente. O discipulado de Jesus deve saber qual é sua nova morada. Isto é reinar em vida. Esse é o discipulado do Mestre, gerar intimidade de morada, conhecer a nossa morada e Se fazer conhecido por nós.

 

 

Conheça a morada do seu discípulo. O discípulo tem que ter intimidade com Deus. Nunca diga que não sabe e nem aprenderá, pois você tem a mente de Cristo, portanto, sabedoria infinita.

 

 

2. O relacionamento do discípulo com a família

 

 

O discípulo que quer levar a salvação para seu lar, deve saber antes de qualquer coisa que tem que levar ao seu lar o procedimento de um genuíno Cristão. Em muitos casos quando um familiar a maior parte da família não congrega e porque não vê no Cristão um procedimento de um discípulo. O Apostolo Paulo cita: "...Se alguém não sabe cuidar da própria casa, como cuidará da igreja de Deus?” (I Timóteo 3:5)

 

 

3. O que faz o discípulo frutificar

 

 

"Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos." (Jo 15:8)

 

 

No Salmo 1 o salmista diz que ao plantarmos junto a Palavra de Deus somos como uma árvore frutífera que dá o fruto na estação própria, cujas folhas não murcham. Também-em Jeremias 17:4-10 o profeta fala sobre a importância de confiarmos em Deus para como uma boa arvore darmos bons frutos.

 

 

4. O relacionamento do discípulo com diversas pessoas

 

 

(II Timóteo 2:22-23) - ...E repele as questões insensatas e absurdas, pois só engendram contendas ...”.

 

 

Conclusão: E fundamental que se peça sabedoria ao Espírito Santo para lidar Com as demais pessoas, pois cada um tem um jeito de ser, um modo de pensar e reagir.

 

 

Por isso, o apóstolo Paulo nos orienta: à ninguém conhecemos segundo a carne. (II Co 5:16) 






Voltar