Apostilas | O milagre da transformação | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  O milagre da transformação

O milagre da transformação

Texto: João 2:1-12

 


 
Introdução: Embora muitos creiam que esse foi o primeiro milagre de Jesus, sabemos que antes disso Ele já havia realizado o milagre da pesca. Era uma festa de casamento e o vinho havia acabado.

 

O vinho é a marca da alegria, e, como haverá festa sem alegria? Mas Jesus estava presente. E com Ele sempre o melhor acontece. Mas é necessário atentarmos para algumas atitudes que devemos tomar, pois elas são a base para a realização do nosso milagre:

 


 
Esperar o momento certo: Maria disse a Jesus que não tinha vinho, porém, Ele não se moveu e respondeu que não era chegada a “Sua” hora. Não adianta nos desesperarmos, pois Ele é quem sabe o momento certo para que o milagre chegue a nossa vida. Ele sabe tudo que precisamos, porém o tempo para que se cumpram todas as coisas pertence a Ele (“TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” (Ec 3:1-9).
 

 


Obedecer em tudo: “Fazei tudo quanto Ele vos disser”. Não há obediência por partes. Somos obedientes ou não. E quem é obediente não questiona, simplesmente obedece, porque confia no mestre. Vale à pena confiar n'Ele, pois Jesus é muito sábio e quando obedecemos, coisas profundas e escondidas são reveladas (I Pe 1:22-25) - "Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.”

 


 
Entender que Ele faz o melhor: (1Co 1:27) - "Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes.”

 


Jesus usou as talhas da purificação dos judeus. Ele pediu aos discípulos que enchessem as “talhas da purificação” e a água se transformou em vinho. Assim acontece conosco. A transformação vem quando enchemos as nossas talhas de águas limpas. Precisamos passar pela purificação para que a amargura se transforme em alegria. Sem purificação não há transformação. Não receberemos a alegria genuína se não nos despojarmos da sujeira da amargura, do rancor, do ressentimento, da inveja, etc., que possa haver no nosso interior. Quando usamos a “talha da purificação” o “vinho da alegria” é mais autêntico e saboroso.

 


 
Entender que somos participantes do projeto do coração do Pai: Jesus é a “videira” nós os “ramos” que produz o “Fruto da Videira/Fruto do Espírito” que é transformado em “vinho” que traz alegria aos que bebem. Os que provaram do vinho ficaram maravilhados com o sabor. Assim Jesus quer fazer conosco, nos purificar.

 

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, divisões, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” (Gl 5:19-21)

 

Para que o “Fruto da Videira / Fruto do Espírito” seja produzido e transformado em vinho. “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, domínio próprio.” (Gl 5:22) 
 

 


Conclusão: Este foi um dos primeiros milagres que Jesus fez, foi o início do Seu ministério. Deixe que Jesus inicie o Ministério d'Ele na sua vida, te transformando num vinho saboroso e um referencial do milagre d'Ele. Certamente todos os que virem este milagre em sua vida o reconhecerão como filho abençoado do Senhor.

 






Voltar