Apostilas | A dor de Deus | Comunidade Cristã Amor e Graça

 
 
  A dor de Deus

A dor de Deus

Não existe nada mais maravilhoso do que ser participantes da natureza divina. Passarmos pelo que Deus passou, é antes de qualquer coisa uma honra para nós e motivo de toda alegria. Embora a tribulação traga dores, nunca podemos nos esquecer que ela só acontece segundo a permissão de Deus e sempre para um fim proveitoso, por isso a palavra de Deus cita em Tiago 1:2-4 “Meus irmãos, tende por motivo de grande alegria o passardes por várias provações, sabendo que a aprovação da vossa fé produz a perseverança; e a perseverança tenha a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, não faltando em coisa alguma.”

 

 

Nosso Deus é um Deus de sentimentos! Em Gênesis podemos encontrar que Deus ficou feliz quando criou a terra, descansou de suas obras, se entristeceu ao ver a corrupção na terra, etc. Assim, é um privilégio ser participante da glória de Deus.

 

 

1) A dor de Deus

 

 

Que privilégio maravilhoso passar pelo que Deus passou! Quer dor há maior do que a que Deus enfrentou no principio de sua criação? Ele criou os anjos. Todos perfeitos! Andavam no brilho das pedras. Deus também por sua vez sempre foi perfeito. Deus deu o melhor para seus anjos. Mas isso não foi suficiente para eles. Eles queriam algo a mais. Até que Satanás faz sua rebelião e nela arrasta um terço dos anjos (Ezequiel 28:1-19). Imagine a dor de Deus ao ver sua criatura mais bela que ele intitulava como a “Estrela da manhã” se corrompendo e levando com ele a terça parte dos anjos. “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! como foste lançado por terra tu que debilitava as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte; subirei acima das alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo levado serás ao Seol, ao mais profundo do abismo.” (Isaias 14:12-14). Deus resistiu a essa rebelião e hoje é para nós um privilégio passar pelo que Deus passou.

 

 

2) A dor de Jesus

 

 

Todos nós sabemos que Jesus tinha que ir para cruz para morrer por nós. Mas por que Deus em sua soberania decidiu que Jesus deveria ser traído por Judas por 30 moedas de prata? (Zacarias 11:12-13). Por que Jesus decidiu passar pela mesma traição que Deus enfrentou no céu por aquele que era seu braço direito a quem Jesus confiou inclusive a sacola de ofertas? Judas não precisaria das 30 moedas, pois ele já estava roubando o dinheiro, mas quando a pessoa age na corrupção são insaciáveis no erro.

 

Judas até o fim se mostrou amigo de Jesus inclusive se despedindo com um beijo e sendo chamado pelo mestre de amigo (Mateus 26:48-49) Talvez você esteja enfrentando essas mesmas tribulações em sua vida e isso tem te entristecido ao extremo, mas veja o que diz o apóstolo Pedro em sua epístola (I Pe 4:12-19). “Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo; para que também, na revelação da sua glória, vos alegreis exultando. Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória, o Espírito de Deus.Que nenhum de vós, entretanto, sofra como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem; mas, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso, antes, glorifique a Deus, com este nome. Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? E se é com dificuldade que o justo é salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem.






Voltar